TOP 7 - Animes de Vampiros

Poster-Top-7-Anime-de-Vampiros

Estou de volta com mais um Top 7, desta vez sobre animes que possuam vampiros no seu enredo. Isto porque, tal como no Ocidente, no Oriente os vampiros também têm sido objeto de inspiração para muitas obras, sendo que os animes não fogem à regra.
As obras que aqui apresento são animes aos quais já tive a oportunidade de assistir. Apesar de existirem, provavelmente, outros animes de qualidade sobre o tema, comprometi-me a falar neste blogue apenas sobre as obras que já vi, pois só assim posso vos informar da melhor maneira possível.
Este meu novo Top 7 pretende indicar alguns animes que possuam vampiros no seu enredo, independentemente de estarmos a falar de uma obra de terror, de ação ou até mesmo de comédia. Como fã, ou apenas curiosa sobre determinado tema, gosto de ver várias obras com diferentes pontos de vista sobre a mesma temática.
Segue então o meu Top 7 - Animes de Vampiros:


7- Tsukihime

Poster-anime-Tsukihime

Título original: Shingetsutan Tsukihime
Autor: Kinoko Nasu
Diretor: Katsushi Sakurabi
País: Japão
Ano: 2003
Episódios: 12
Género: Drama, Mistério, Romance, Horror, Fantasia


Sinopse:
Quando criança, Tohno Shiki sofreu um terrível acidente que quase o matou. Quando acordou, notou que podia ver linhas nos objetos e pessoas que mais ninguém podia ver. Posteriormente, uma enigmática mulher deu a Tohno um par de óculos que removia todas as linhas de sua visão. Anos depois – devido à sua saúde frágil – retornou para casa da irmã, justamente quando uma onda de misteriosos assassinatos teve inicio na cidade. O que serão as estranhas linhas que somente ele é capaz de ver? E terá ele conexão com as mortes?

Comentários:
Devem estar a pensar, ao ler a sinopse deste anime, mas afinal o que é que isto tem a ver com vampiros? Simplesmente, a mulher bonita de cabelos loiros que veem no poster do anime, Arcueid Brunestud, é uma vampira.
O protagonista do anime é Tohno Shiki um rapaz de 17 anos que tem um poder bem macabro que é ver as "linhas da morte" de qualquer ser e até objeto e, com isso, consegue retalhar (literalmente) qualquer coisa. É assim que num acesso loucura qualquer (não cheguei a perceber porquê) ele acaba a retalhar a mulher de cabelos loiros, mas como ela não é humana e sim uma vampira ancestral, ela consegue se regenerar, mas perde temporariamente parte dos seus poderes e fica muito fraca, a partir daí o Tohno vai ter que ajudá-la a descobrir um mistério que envolve uma série de assassinatos cometidos por um vampiro que foi criado pela própria e apaixonam-se um pelo outro.
Um dado muito curioso sobre este anime é que existem várias versões da história em formato Visual Novel que é uma espécie de jogo que segue vários caminhos consoante as escolhas do jogador, cada versão tem uma heroína e finais diferentes, o que é certo é que o Tohno acaba sempre a dar-se bem com uma miúda, se é que me entendem, mas isso já é muita mistura para mim...
Esta história foi criada originalmente por Kinoko Nasu que é o criador da série Fate/Stay Night. O que eu mais gostei neste anime foi o mistério que envolve toda a história e o facto do protagonista estar envolvido com o sobrenatural desde que nasceu, mas desconhecer este facto de todo, ao contrário de todas as outras personagens.


 

6- Karin


Poster-anime-Karin


Título original: Karin
Diretor: Shinichiro Kimura 
País: Japão
Ano: 2005-2006
Episódios: 24
Género: Comédia Romântica, Fantasia, Vida Escolar

Sinopse:
Karin é descendente de uma tradicional família de vampiros, mas ela não é uma vampira comum. Enquanto os outros vampiros precisam se alimentar de sangue para sobreviver, Karin produz uma quantidade excessiva de sangue e, quando morde a pessoa, em vez de sugar o sangue da pessoa, ela doa o seu. Em outras palavras, Karin é uma vampira criadora de sangue que não possui as outras fraquezas dos vampiros podendo estar exposta ao sol. Por isso, Karin podia viver uma vida normal, até que um dia, um aluno novo foi transferido para a sua escola. Quando Karin via o garoto, ela tinha sangramentos por causa da presença do garoto. Mas pior que tudo, um dia o garoto descobre que Karin é uma vampira… E agora, o que ele vai fazer?

Comentários:
Este anime foge a todos os clichés possíveis relacionados com vampiros e apresenta-nos uma história diferente e bem interessante. Trata-se de uma comédia romântica com toques de fantasia, sobre uma vampira "ao contrário", pois no lugar de sugar o sangue das suas vítimas, Karin doa o seu próprio sangue às suas vítimas.
Karin, devido às suas características únicas, consegue viver normalmente entre os humanos, ao contrário do que acontece com a sua família, mas tudo muda quando Kenta Usui é transferido para a sua turma.
Kenta é um rapaz tímido e infeliz, características responsáveis por vários problemas para Karin, dado que ela tem uma preferência por sangue de pessoas infelizes e tem imensas hemorragias nasais quando Kenta está por perto. Nas suas várias tentativas de manter o rapaz feliz, ela acaba por estar sempre com ele e fazer-lhe marmitas com o almoço que ele adora, além disso eles trabalham juntos num restaurante e Kenta acidentalmente descobre que Karin é uma vampira, mas mantém o seu segredo. Assim os dados estão lançados para uma bonita história de amor entre um humano e uma vampira peculiar.
Este anime é adaptado de um manga e, segundo consegui apurar, ambos convergem no início da história, mas ao longo do enredo encaminham-se em sentidos diferentes e têm finais distintos.

 
 

5- Hellsing


Poster-anime-Hellsing



 
Título original: Herushingu
Autor: Kouta Hirano
Diretor: Taliesin Jaffe, Umanosuke Iida, Yasunori Urata
País: Japão
Ano: 2001-2002
Episódios: 13
Género: Ação, Fantasia


Sinopse:
A agência Hellsing é um grupo dos guerreiros que protege a Inglaterra e a igreja Anglicana de vampiros. Guiados por Integra Hellsing, a líder da lendária família Hellsing, a agência combate vampiros junto com Alucard, um vampiro renegado que luta pela humanidade. Alucard não é um vampiro ordinário, e também não é um amante dos humanos, ele possui seus próprios motivos para lutar ao lado dos humanos.

Comentários:
Um dos animes mais conhecidos e clichés desta lista, o que não quer dizer que seja mau, muito pelo contrário. Quem já não ouviu falar do lendário caçador de vampiros Van Hellsing? Ora na altura dos acontecimentos narrados no anime, o professor Van Hellsing já faleceu à muito tempo atrás, sendo a sua filha, Integra Hellsing, a líder da agência Hellsing, que é como diz na sinopse uma agência de caçadores de vampiros.
Alucard é um vampiro renegado que faz parte da dita agência e que, felizmente, está do nosso lado, caçando e exterminando os da sua própria espécie. As suas razões permanecem ocultas durante uma boa parte da obra.
Hellsing é uma obra recheada de ação com muitos vampiros a serem exterminados por Alucard em cenas alucinantes, mas é também uma obra extremamente violenta com muitas cenas gore.
Hellsing é um dos animes mais antigos desta lista, adaptado de uma manga homónima, mas é também um dos mais conhecidos e que até hoje continua a possuir numerosos fãs e teve uma sequela chamada Hellsing Ultimate.

 
 

4- Black Blood Brothers



Poster-anime-Black-Blood-Brothers


Título original: 
Diretor: Hiroaki Yoshikawa
País: Japão
Ano: 2006
Episódios: 12
Género: Ação, Fantasia, Comédia


 
Sinopse:
Dez anos após a Guerra Santa em Hong Kong, Mochitsuki Jirou (Gu) retorna ao Japão com seu irmão mais novo, Michitsuki Kotaro. Os dois rapidamente descobrem que um antigo inimigo da guerra santa se infiltrou na Zona Especial - Cidade onde humanos e vampiros co-existem e lá conhece Mimiko uma oficial que trabalha para a Zona Especial onde os Red Blood são uma referência aos humanos e Black Blood são referências aos vampiros, os irmãos Mochitsuki são Old Blood (Sangue Antigo) - Os últimos descendentes de algum antigo clã elite de vampiros. Quando Kotaro é sequestrado, Jirou não tem outra alternativa e volta a lutar mais uma vez.

Comentários:
Black Blood Brothers é um anime curtinho, mas bastante interessante e com muitas cenas de ação mescladas com comédia.
Gu e Mimiko têm uma interação no mínimo conflituosa e a sua relação vai evoluindo ao longo dos 12 episódios do anime de modo bastante interessante e acho que esse é o ponto mais interessante da história para além de toda a nova estratificação da sociedade em Red Blood (humanos) e Black Blood (vampiros) e no meio disso tudo o protagonista e o seu irmão são Old Blood, os últimos descendentes de um antigo clã de vampiros. Interessante não?
A história começa uma década após uma guerra violenta entre humanos e vampiros ter sido travada, sendo que os humanos conseguiram travar a sede de sangue dos vampiros graças à intervenção de um vampiro especial que eles intitularam de "Lâmina de Prata", esse vampiro era Jirou, também conhecido como Gu. Gu retorna ao Japão com o seu irmão mais novo para ir viver em paz numa Zona Especial onde os humanos convivem em paz com os vampiros, mas a chegada de Gu leva a que os seus inimigos de longa data ponham em ação um plano para finalmente o aniquilar.

 
 

3- Dance in the Vampire Bund


Poster-anime-Dance-in-the-Vampire-Bund

Título original: Dansu in za vanpaia bando
Autor: Nozomu Tamaki, Hiroyuki Yoshino
Diretor: Akiyuki Shimbou, Masahiro Sonoda
País: Japão
Ano: 2010
Episódios: 13
Género: Ação, Fantasia, Drama

 
Sinopse:
Depois de milênios na clandestinidade, Mina Tepes, a Princesa do pacto antigo e governante de todos os vampiros, quer mudar. Utilizando a grande riqueza da linha Tepes, ela pagou a totalidade da dívida nacional bruta do Japão e ao fazê-lo, ganhou a autoridade para criar uma "distrito especial" ao largo da costa do Japão, cujo objetivo é torná-lo num futuro paraíso para os vampiros do mundo inteiro. Agora, na véspera da conferência de imprensa anunciando a existência de vampiros para o mundo, os terroristas e facções rivais estão planejando assassinar Mina Tepes antes que ela tenha a chance de fazer seu anúncio de mudar o mundo.

Comentários:
O anime mais recente desta lista, apesar de já ter sido feito em 2010, Dance in the Vampire Bund, tem uma abordagem bastante diferente em relação aos vampiros, mas enganem-se aqueles que acham que os vampiros desta obra estão do lado da humanidade, alguns apenas querem viver em paz, sem terem que se esconder nas sombras, mas outros não olham a meios para provar a sua superioridade. Em relação aos humanos também temos aqueles que estão dispostos a aceitar esta nova espécie entre eles e outros que irão realizar atos de grande violência contra os vampiros. É a ambiguidade dos homens e dos vampiros que mais é explorada nesta obra.
O protagonista da história Akira é um rapaz que sem saber tem uma espécie de pacto com a rainha dos vampiros, Mina Tepes, que faz dele seu servo e que verá a sua vida ligada a todo este conflito entre humanos e vampiros. Mas será ele realmente humano?

 
 

2- Vampire Knight


Poster-anime-Vampire-Knight

Título original: Vanpaia naito
Autora: Hino Matsuri
Diretor: Kiyoko Sayama
País: Japão
Ano: 2008
Episódios: 13 + 13 (2 temporadas)
Género: Ação, Fantasia, Romance, Drama

 
Sinopse:
Yuuki não possui memória alguma antes dos seus 5 anos de idade, a sua única lembrança mais antiga é de 10 anos atrás, quando foi salva por Kaname Kuran de um Vampiro de Nível E que a atacara durante uma noite nevosa. Kaname a levou para casa de um velho amigo dos seus pais, Kaien Kurosu, onde foi adotada. Yuuki acredita, assim como o seu pai, que a maioria dos Vampiros são bons e que podem conviver amigavelmente com os humanos, ao contrário do seu parceiro, Zero, que odeia os vampiros e duvida da concretização desse sonho pacifista. Isso porque a sua família foi assassinada por uma vampira, sendo ele o único sobrevivente.

Comentários:
Vampire Knight é um anime incontornável com esta temática, sendo que ainda teve uma segunda temporada intitulada Vampire Knight Guilty, mas para sabermos a conclusão da história só mesmo lendo o manga... E parece que as coisas ficaram para lá de confusas com o triângulo amoroso entre os protagonistas a ficar cada vez mais bicudo.
A única coisa que me irritou em Vampire Knight foi o triângulo amoroso entre os protagonistas, até porque torci pelo par errado até ao final da história, altura em que a Yuuki descobre algo surpreendente sobre si própria e faz a sua escolha. Mas ao pesquisar sobre o final da manga descobri que ela afinal amava verdadeiramente os dois e tem um filho de cada! Impressionante como isso me fez desgostar de um anime que adorei por outras razões que não este triângulo.
O que mais gostei em Vampire Knight foi da história do Zero (a minha personagem favorita), da luta dos vampiros pelo poder e de saber qual o mistério relacionado com o passado de Yuki.
Convém também ressaltar a qualidade de toda a banda sonora do anime que está excelente, principalmente, as opening themes interpretadas pelo duo japonês On/Of.

 

1- Trinity Blood
Poster-anime-Trinity-Blood

Título original: Trinity Blood
Autor: Yoshida Sunao
Diretor: Tomohiro Hirata
País: Japão
Ano: 2005
Episódios: 24
Género: Ação, Fantasia


Sinopse:
Quando a população da Terra cresceu exponencialmente, os humanos tentaram colonizar Marte. Durante a colonização, eles descobriram duas tecnologias extra-terrestes: os Bacillus e as nanomáquinas Kresnik. Os colonos injetaram os Bacillus em seus corpos e se transformaram em Methuselahs (vampiros) e injetaram os Kresnik no corpo de quatro bebes provetas: Seth, Cain, Abel e Lilith que achavam ser os únicos corpos que poderiam sobreviver aos testes. 
Quando os colonos voltaram para a Terra, uma guerra se iniciou entre os Methuselahs e os humanos sobreviventes na terra. Abel, Cain e Seth ficaram do lado dos Methuselah – Mas Lilith ficou do lado dos humanos. A guerra continua levou ao “Armageddon”, o apocalipse que aconteceu 900 anos antes de começar a história. Durante a guerra, Cain ficou louco e matou Lilith. Sofrendo, Abel levou seu corpo para o Vaticano onde ela foi enterrada e ficou ao seu lado, chorando, por 900 anos. No começo da história, os vampiricos Methuselahs, que têm uma política e força militar superior, continuam a manter a guerra contra os Humanos normais. 
A Igreja Católica de Roma é a maior força militar determinada a proteger os humanos dos Methuselahs, tendo seu centro de poder no Vaticano. Os Methuselahs têm a capital de Bizzantium, que é cercado por um campo de partículas para filtrar a radiação UV, protegendo a população.

Comentários:
Um dos meus animes preferidos até hoje e, quando o assisti, ele já não era propriamente recente. Como podem ver pela sinopse este anime possui um enredo bastante complexo, mas mais complexas que o seu enredo são as suas personagens. Sendo que a personagem que mais me fascina é o protagonista, Abel Nightroad, um vampiro extremamente poderoso que se alimenta do sangue de outros vampiros. Abel é, à primeira vista um padre trapalhão, mas quando ele mostra a sua verdadeira face, ele se parece com um anjo da morte, porque na realidade ele é um Kresnik. O passado de Abel é nos contado na sinopse que parece ser usada mais para conhecermos o passado do protagonista e o contexto em que se encontra a humanidade do que como um resumo da história.
Apesar do seu grande poder, Abel é um pacifista que se recusa a matar os seus adversários, ele também está do lado da humanidade, ao contrário do que aconteceu no passado. Proteger a humanidade faz parte da expiação dos seus pecados cometidos contra os homens no passado.
Esther Blanchett é a protagonista feminina, uma jovem que foi criada por uma freira e que desconhece a sua origem. Abel terá que a escoltar até ao Vaticano e juntos farão uma grande descoberta em nome da paz entre vampiros e humanos.
Toda a banda sonora do anime está excelente, mas a música de abertura de Trinity Blood, chamada de Dress é de arrepiar de tão bonita e acertada que é para o tom melancólico e gótico do anime, sendo interpretada por uma conhecida banda de Visual Kei japonesa, os BUCK TICK (acho que agora deixaram um bocado o Visual Kei de lado). A voz do vocalista Atsushi Sakurai é lindíssima.
Este anime possui dois pontos positivos, pois para além de ser uma história sobre vampiros, também é uma história pós-apocalíptica com traços góticos e vitorianos. A obsessão pela evolução e sobrevivência do ser humano levou-o a criar uma/duas novas espécies que vão constituir a maior ameaça à sua sobrevivência efetiva. O ponto negativo tem a ver com o final do anime demasiado abruto e incompleto.
Um dado curioso sobre este anime é que o seu produtor faleceu antes da conclusão do anime, sendo os seus últimos episódios feitos por outros produtores.

2 comentários:

  1. Adoro Hellsing, ele é um dos meus animes preferidos. Mas, gostei da maioria das outras indicações então eu já anotei alguns nomes para assistir depois hihih
    Hurricane Stars

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostou das minhas indicações, tenho nesta lista obras bem diferentes entre si, algumas mais violentas, outras mais leves. Depois me diga o que achou quando assistir a algum destes animes (prometo ser mais rápida a responder) :)

      Eliminar

O seu comentário é muito importante para mim. Sinta-se livre de expressar as suas opiniões, ideias ou simplesmente desabafos. Prometo responder sempre que possível.
Muito obrigada pela sua visita!

My Instagram