agosto 27, 2018

Livro vs Filme: Onde Caem os Anjos, Nora Roberts

by , in
Poster-livro-vs-filme-onde-caem-os-anjos-Nora-Roberts

Decidi criar uma nova rubrica aqui no meu blogue, chama-se Livro vs Filme e, como devem estar a calcular, baseia-se na comparação entre um livro e a sua adaptação cinematográfica.

Para começar decidi que ia comparar uma obra de uma das minhas autoras favoritas. Nora Roberts tem uma posição de destaque no pódio do meu TOP 7 - Escritoras Favoritas. Por mais que os seus romances sejam desmerecidos por não serem propriamente grandes clássicos da literatura, eu considero-a uma excelente escritora. Nora Roberts não tenta fazer melhor do que os outros escritores, ela tem a sua própria e já reconhecida voz literária. Os seus romances costumam ser bem recebidos pelos fãs, apesar de todas as reservas da crítica literária. A verdade é que eu e todos os seus fãs (acho eu) não esperamos um livro candidato ao Prémio Nobel da Literatura quando lemos um dos seus romances, aquilo que eu espero é distração, um momento bem passado com uma história envolvente e personagens carismáticas.

Os pontos fortes dos livros de Nora Roberts são, geralmente, o desenvolvimento das personagens, as belas paisagens, a pesquisa que a autora demonstra em cada assunto que desenvolve e o mistério que costuma colocar no enredo das suas obras. Sim, Nora Roberts é uma escritora com uma fórmula estudada para a escrita dos seus livros, mas e daí? Sempre ouvi dizer que não se mexe em fórmulas vencedoras e Nora Roberts com milhões de livros vendidos em todo o mundo, pode ser chamada de uma grande vencedora!


O livro:

capa-livro-onde-caem-os-anjos-nora-roberts
Sinopse: Reece Gilmore foge de um passado traumático como única sobrevivente de um crime brutal em que viu todos os seus amigos morrer. Um dia chega a Angel’s Fist, um lugar idílico rodeado por belas montanhas, e decide aceitar um emprego no restaurante local como cozinheira. 
 Reece cedo encanta os locais com os seus dotes de culinária. Afinal de contas, era uma famosa chefe de cozinha na Costa Leste, mas continua atormentada pelo crime de que foi vítima, e luta constantemente contra os pesadelos que a assombram. Até que um dia é a única testemunha de um novo homicídio…
Sendo tão frágil e dada a ataques de pânico, ninguém na cidade parece acreditar em Reece a não ser Brody, um irascível e atraente escritor de policiais. E quando uma série de eventos perigosos tornam claro que alguém está a tentar enlouquecer Reece e a eliminá-la do caminho, ela terá que confiar em Brody, e em si própria, para descobrir se existe ou não um assassino em Angel’s Fist.
 Venha descobrir a beleza das montanhas americanas e as fantásticas receitas de culinária de Reece Gilmore, nesta apaixonante história de crime, loucura e amor de Nora Roberts.


Análise e pequeno resumo:

Como já esperava, um livro de Nora Roberts nunca me desaponta, apesar do início do livro não ter sido propriamente cativante do meu ponto de vista e de ter demorado a entrar de cabeça na história, mas depois que entrei na história não consegui largar o livro até ter chegado à última página.

Reece Gilmore é a protagonista, uma jovem morena de grandes olhos castanhos e 26 anos que sofreu um evento traumático em Boston, no restaurante onde trabalhava desde os quinze anos de idade. Tudo se passou na sua última noite no Maneo's, uma vez que Reece ia trabalhar para um restaurante maior e mais famoso. Nessa fatídica noite, os patrões e colegas preparavam-lhe uma festa de despedida e ela, fingindo não saber de nada, estava sozinha na cozinha a ultimar as limpezas, mas um grupo de assaltantes entra no restaurante e mata todas as pessoas presentes e, um deles, atira em Reece, um tiro no peito e outro que passa de raspão na sua cabeça, julgada como morta, Reece é a única sobrevivente desse massacre, mas para além de uma longa e dolorosa recuperação, ela tem ainda que lidar com o stress pós-traumático que causa um impacto profundo sobre a sua vida.

No presente, conhecemos uma Reece Gilmore consideravelmente diferente da jovem sonhadora de Boston, ela é agora uma mulher que vive em fuga de si própria e vagueia sem rumo certo pelo território dos Estados Unidos da América, mas eis que a sua viagem sem rumo a leva a Angel's Fist, uma pequena cidade situada na zona montanhosa do estado americano do Wyoming. É em Angel's Fist que Reece irá encontrar um emprego como cozinheira e dar grandes passos rumos à recuperação da sua saúde, principalmente, da sua saúde mental, mas é também aí que ela será colocada novamente frente a frente a um crime terrível. Desta vez o seu principal desafio é que os outros a vejam como uma testemunha credível devido ao seu passado traumático. Ao mesmo tempo alguém, provavelmente o assassino, tenta que Reece seja considerada como louca e que abandone a cidade sem que ninguém acredite nela.

Brody é o par romântico de Reece, um ex-repórter de Chicago que após se demitir fixou residência em Angel's Fist e se tornou escritor de romances policiais. Brody é o primeiro a acreditar em Reece e a relação entre ambos vai-se tornando cada vez mais profunda à medida que a sua investigação avança. Mas será que eles conseguirão provar que realmente ocorreu um assassinato na pacata cidade de Angel's Fist?

Para além de Reece e Brody temos Joanie, a nova e rígida patroa de Reece, Linda-gail, a típica e simpática empregada de mesa do restaurante que se torna amiga de Reece, Lo, o filho mulherengo de Joanie, por quem Linda-gail é apaixonada à anos, o Dr. Wallace, o médico da cidade com um grande apetite por comida pouco saudável, Mac, o simpático dono da mercearia da cidade que tem uma queda pela Reece e o xerife Rick com a sua esposa perfeita e três lindas filhas. Todas essas personagens irão desempenhar um papel importante para que Reece possa se integrar nesta nova comunidade e quem sabe fazer parte dela no futuro.

Em relação ao grande mistério do livro, confesso que segui noutra direção, por mais que me digam que o mistério era previsível, eu não consegui chegar lá e fui apostando noutro suspeito até ser revelado o verdadeiro criminoso. A conclusão da história não podia ter sido mais satisfatória, Nora Roberts sabe sempre fechar os seus romances com chave de ouro.

Reece Gilmore é uma das protagonistas mais complexas da autora, se por um lado é uma mulher cheia de fraquezas e extremamente neurótica, por outro é uma mulher talentosa, criativa e muito corajosa, contradições que fizeram Brody se ir apaixonando aos poucos por esta mulher extraordinária. Brody por seu lado também não é um cavalheiro no sentido literal da palavra, por vezes é um homem duro com palavras frias, noutras vezes é um homem com um forte instinto protetor, carinhoso e capaz dos atos mais românticos que podemos encontrar neste tipo de livro.

Onde Caem os Anjos pode não ser um dos meus livros favoritos da autora, mas não deixa de ser uma grande obra, onde mais uma vez Nora Roberts desmontra uma intensa pesquisa e uma grande capacidade para criar personagens únicas devido aos seus fortes traços humanos e descrever paisagens de tirar o folgo que nos dão uma incrível vontade de seguir viagem rumando neste caso às montanhas do Wyoming.


O filme:

capa-filme-Angels-Fall
Dados Técnicos Título original: Angels Fall
Diretor: Ralph Hemecker
País: EUA
Ano: 2007
Género: Drama, Mistério, Romance
Elenco: Heather Locklear, Johnathon Schaech, Gary Hudson, Derek Hamilton, Linda Darlow, Lisa Marie Caruk, Len Crowther, Pete Seadon, Robert White, Jemma Blackwall
IMDb: https://www.imdb.com/title/tt0869921/

Sinopse: Uma chef de cozinha muda-se para uma pequena cidade no Wyoming, após o restaurante onde trabalhava em Boston ter sido encerrado devido a um tiroteio.




Comparações e pequeno resumo:

O começo do filme é idêntico ao começo do livro. Uma solitária Reece Gilmore percorre as estradas de Wyoming até que o seu carro começa a fumegar e ela é forçada a parar numa pequena cidade para reparar o carro e encontrar um hotel onde passar a noite. Mac e Lynett são as primeiras personagens de Angel's Fit com quem Reece se depara e aqui a cena torna-se logo à partida estranha, se no livro identificamos uma simpatia dos habitantes pela forasteira, no filme notamos uma certa desconfiança, apesar de Mac se referir a Reece, tal como no livro, de coisinha bonita e Lynett afirmar que ela está demasiado magra, numa cena que devia ser um copy paste do livro, mas que soa estranha aos meus olhos.

Para ser justa com o filme, confesso que o guião foi bem fiel ao livro com algumas partes a terem que ser ocultadas por razões óbvias, todavia, não gostei que tivessem colocado a Reece e ser alvo de terapia de choques elétricos no hospital psiquiátrico, uma vez que tal situação não foi relatada no livro e não vi razões para tal. Também senti falta do famoso lago de Angel's Fit, visto que no filme temos apenas a vista deslumbrante das montanhas, neste caso do estado de Alberta no Canadá, local onde decorreram as filmagens do filme. Outro ponto que me causou estranheza foi terem filmado as cenas finais sob um cenário de neve, um cenário bonito, mas que também não foi fiel ao livro.

Cena-filme-Angels-Fall
Heather Locklear e Johnathon Schaech são os protagonistas deste filme.

Falar de uma adaptação cinematográfica exige que se fale no casting e neste caso temos duas situações, uma protagonista feminina que não podia ser menos perfeita para o papel e que nem consegue compensar isso com uma boa atuação e temos um protagonista masculino que não podia ser mais perfeito para o papel e que por isso nem precisa de se esforçar muito para ser a personagem que mais brilha no filme.

Heather-Locklear-cena-filme-Angels-Fall
Reece assiste a um crime de assassinato.

Heather Locklear é uma atriz muito bonita e que considero talentosa, pelo menos conheço alguns dos seus filmes e ela já representou papéis bastante competentes, mas em Angels Fall o simples facto dela ter sido escalada para o papel não faz sentido. No livro, Reece Gilmore é uma jovem morena de olhos castanhos e vinte e tal anos, Heather é uma bela loira de olhos azuis com 46 anos na altura em que decorreram as filmagens (2007). Até parece que o que mais falta em Hollywood são jovens morenas para representar este papel. Depois à qualquer coisa com as suas expressões faciais (ou falta delas) que muitos afirmam ser uma cirurgia plástica facial que ela fez antes das filmagens... Acredito que tenha sido isso o que se passou porque eu já a vi fazer muito melhor do que isto.


Cena-filme-Angels-Fall
Reece testemunha um crime, mas ninguém a não Brody acredita nela.

Por outro lado, Johnathon Schaech não podia ser mais perfeito para o papel. Curiosamente, ele é tal e qual o Brody que eu imaginei na minha mente, alto, moreno e bonito. Ele até que faz um papel competente dentro daquilo que lhe foi fornecido que é um protagonista muito menos profundo do que aquele que nos é apresentado no livro.

Cena-filme-Angels-Fall
No filme pode ter faltado o lago, mas não deixou de ter paisagens lindíssimas filmadas em Alberta, Canadá.

Enquanto no livro fica bem claro que qualquer um pode ser o suspeito, no filme há uma tentativa forçada em "culpar" o pobre do Lo, digo isto logo de caras a quem ainda não viu o filme porque é tão  óbvio que não faz qualquer sentido. Além disso o desenvolvimento da sua relação com Linda-gail fica demasiado pobre no filme que nem percebemos de onde surgiu.

Cena-filme-Angels-Fall
Linda-gail e Lo.

Depois houveram algumas diferenças injustificadas no enredo, em vez de um ida ao cabeleireiro, Reece e Linda-gail vão fazer uma máscara facial? Não faz sentido porque a ideia era mostrar que Reece estava a evoluir em relação às suas fobias, incluindo o medo de ir ao cabeleireiro e fazer uma mudança de visual.

Cena-filme-Angels-Fall
Joanie é a patroa de Reece e a sua principal conselheira.

Concluindo, gostei do filme, mas não o veria se não fosse uma adaptação de um livro de Nora Roberts e é por ser uma adaptação que este filme não me conseguiu cativar, contraditório? Acho que sim.


Vencedor: É óbvio que o grande vencedor deste primeiro duelo livro vs filme é o livro Onde Caem os Anjos da aclamada Nora Roberts. É certo que o nome da autora aparece nos créditos do filme como consultora, mas também é certo que Nora Roberts não pode ter tido um papel importante em todas as etapas do filme, ou pode ser que passar um dos seus romances para o ecrã não seja propriamente fácil.

Livro-Onde-Caem-os-Anjos-Nora-Roberts

agosto 20, 2018

A Todos os Rapazes que Amei, Netflix | Opinião Filmes

by , in

Poster-filme-Para-Todos-os-Rapazes-que-Amei-Netflix
Título original: To All the Boys I've Loved Before
Realizador: Susan Johnson
País: EUA
Ano: 2018
Género: Comédia, Drama, Romance
Elenco: Lana Condor, Noah Centineo, Janel Parrish, Anna Cathcart, Andrew Bachelor, Trezzo Mahoro, Madeleine Arthur, Israel Broussard, Emilija Baranac, John Corbett


Sinopse:
O que aconteceria se todos os seus crushes descobrissem – de uma vez só – sua paixão por eles? A vida amorosa de Lara Jean Song Covey, até agora só imaginária, sai de controle quando as cartas de amor que escreveu em segredo para todos os cinco garotos de quem já gostou são misteriosamente enviadas aos destinatários.

Poster-filme-Para-Todos-os-Rapazes-que-Amei-Netflix
Lana Condor interpreta Lara Jean.

Opinião:

Confesso que não li o livro que originou este filme que sei ter sido escrito por Jenny Han, a principal razão foi não ter gostado da sinopse. Mas eis que a Netflix adapta a obra em filme e faz questão de recomendá-la à minha pessoa (por e-mail) e, praticamente, me forçar a assistir o trailer. A sério, foi só abrir a página principal da Netflix e lá está o trailer exibido automaticamente, grande truque. Eu gostei do trailer e pensei porque não?

Lara-Jean-filme-Netflix-Para-Todos-os-Rapazes-que-Amei
Lara Jean tem cinco cartas de amor extravassadas para os respetivos remetentes de forma misteriosa (foto: Netflix).

A Todos os Rapazes que Amei narra a história da adolescente Lara Jean que escreveu cinco cartas de amor, uma para cada um dos rapazes que já gostou. As suas preciosas cartas estão guardadas no seu roupeiro dentro de uma bonita caixa azul que a mãe lhe ofereceu antes de falecer. Mas eis que um dia, as suas cartas são enviadas para os seus remetentes de modo desconhecido e Lara Jean é abordada por alguns deles. Até aqui tudo bem, Lara Jean só tinha que explicar a situação e resolver o problema ou não tivesse uma das suas cartas sido endereçada para o rapaz de quem ela ainda gosta que é nada mais nada menos do que Josh, o ex-namorado da sua irmã mais velha Margot. Assim um dos seus outros "pretendentes", Peter entra na história como despiste. Ele e Lara Jean deverão fingir um namoro para despistar Josh e ao mesmo tempo fazer ciumes a Gen, ex-melhor amiga de Lara Jean e ex-namorada de Peter.

Lara-Jean-e-Peter-filme-Netflix-Para-Todos-os-Rapazes-que-Amei
Lara Jean e Peter vão fingir ser namorados para despistar Josh (foto: Netflix).

À partida estamos perante uma comédia romântica clichê e quem não gosta de um bom clichê? Mas A Todos os Rapazes que Amei aborda temas bem pertinentes e de um modo bastante interessante. Lara Jean é uma adolescente inteligente, mas bastante tímida e com alguns problemas de relacionamento com os colegas. Ela perdeu a mãe quando ainda era pequena, mas a sua relação com o pai e as irmãs é muito boa. Tão boa que quando a sua irmã mais velha Margot vai estudar para a Escócia, a jovem vê as suas bases familiares um pouco abaladas e a falta da irmã pesa imenso sobre a jovem que não consegue acertar as coisas com Josh por causa de não ferir a irmã. A irmã mais nova de Lara Jean, Kitty e o seu pai são personagens que se ligam às mil maravilhas, apesar das suas diferenças na maneira de ser que é o completo oposto de Lara Jean.

Cena-filme-Netflix-Para-Todos-os-Rapazes-que-Amei
A família Covey tem uma grande relação de cumplicidade (foto: Netflix).

Peter é a personagem que mais me surpreendeu ao longo do filme, no início parece o típico estereótipo de aluno popular, mas ele acaba por ser bem mais complexo que isso. O evoluir da relação entre Peter e Lara Jean é por demais fofo, com os dois jovens a conhecerem-se e a descobrir que têm mais em comum do que aquilo que julgavam.

Cena-filme-Netflix-Para-Todos-os-Rapazes-que-Amei
Lucas foi outro dos destinatários das cartas de Lara Jean (foto: Netflix).

Gostava de saber mais sobre Josh. O ex-namorado de Margot foi a personagem que impulsionou toda a história, mas acabou por ser aquela personagem mais colocada de parte durante o filme, sendo que a sua relação com Margot não foi minimamente explorada como gostava que tivesse sido.

Em relação a todas as outras personagens da obra, estas acabam por assumir os estereótipos típicos daquilo que costumamos encontrar neste tipo de obras e o que é certo é que não se afastam muito do esperado.

Cena-filme-Netflix-Para-Todos-os-Rapazes-que-Amei
Lara Jean com a sua melhor amiga Chris (foto: Netflix).

Em relação ao mistério do envio das cartas, acho que podiam ter encontrado uma solução mais profunda e credível para o envio de todas as cartas, digamos assim, e podiam ter mantido o mistério até ao fim, porque na verdade houve uma cena em que praticamente entregaram o jogo logo no início.

Cena-filme-Netflix-Para-Todos-os-Rapazes-que-Amei
Peter e Gen foram namorados durante anos até que ela acabou com ele, mas vê-lo com Lara Jean irritou-a profundamente.

Como não li o livro não posso afirmar que o filme conseguiu cumprir com o seu papel, mas gostei do filme e achei-o razoavelmente bom, portanto acredito que o livro não deve ter ser sido rebaixado pela sua versão cinematográfica.

Cena-filme-Netflix-Para-Todos-os-Rapazes-que-Amei
As irmãs Covey: Kitty, Margot e Lara Jean (foto: Netflix).

O melhor: A relação entre os membros da família Covey.

O menos bom: Algumas personagens são demasiado clichês.
agosto 18, 2018

Flavors of Youth, Netflix | Opinião Animes

by , in
Poster-anime-Flavours-of-Youth

Título original: Si shi qing chun
Realizado por: Haoling Li, Yoshitaka Takeuch, Xiaoxing Yi
País: China, Japão
Ano: 2018
Género: Drama, Romance
Sinopse: 
Memórias numa taça fumegante, uma beldade decadente em busca do seu caminho e um primeiro amor agridoce - tudo nestas histórias da vida citadina da China.

Poster-anime-Flavours-of-Youth-netflix

Opinião:

E eis que dos mesmos criadores do aclamado sucesso à escala mundial Kimi No Na Wa, mais conhecido no Ocidente como Your Name, surge Flavors of Youth, lançado internacionalmente pela plataforma de streaming Netflix.

Ao contrário de Your Name que nos conta uma única e encantadora história de amor, da qual eu já falei neste blog, Flavors of Youth traz-nos três histórias independentes entre si e sem qualquer ligação, sendo que cada uma é dirigida por um realizador diferente e passa-se numa cidade diferente da China. Decidi falar um pouco sobre cada uma dessas histórias sem incorrer e qualquer spoiler, mas quero ressaltar que da beleza das suas paisagens, aos pormenores absolutamente incríveis dos seus cenários como a queda da chuva, o reflexo das pessoas a passar nas poças de água da chuva, o raiar do sol, o preparar de belas refeições que nos fazem água na boca, este anime não se livra da perfeição. A atenção ao mais ínfimo pormenor é digna de nota nesta obra que, tal como Kimi No Na Wa, prima acima de tudo pela perfeição da sua animação.

Imagem-anime-Flavors-of-Youth-poça-de-água
Reflexo num poça de chuva (A Massa de Arroz).

Imagem-anime-Flavors-of-Youth-chuva
Chuva a cair sobre o carro e se confundido com lágrimas no rosto (Amor em Xangai).

Imagem-anime-Flavors-of-Youth-girassóis
Vaso de girassóis (Amor em Xangai).

Contudo, esta obra não consegue suplantar o seu antecessor e não ficará certamente na memória ou será um sucesso tão estrondoso como foi Kimi No Na Wa, mas não deixa de ser uma grande obra que merece ser vista por qualquer bom apreciador do género.

Segue então uma pequena análise de cada uma das histórias contadas em Flavors of Youth, obra cujo segredo não está nas histórias que conta, mas no modo como conta e ilustra essas histórias.

Poster-anime-Flavors-of-Youth-A-Massa-de-Arroz

A primeira história é também a mais simples, apesar de ser a história esteticamente mais bela, com imagens deliciosas de confeção de comida, e a que mais me emocionou.

Xiao Ming é um jovem que vive sozinho numa movimentada cidade, mas que é originário de uma pequena cidade rural da China. Quando criança, ele forjou uma relação muito especial com a avó que tomava conta dele e juntos comiam todos os dias uma tigela de massa de arroz feita num pequeno restaurante situado perto da sua casa.

Xiao Ming quando criança com a avó.

Toda esta história gira em torno das memórias de infância do protagonista, principalmente, naquelas ligadas à comida, em particular ao seu prato favorito massa de arroz. É interessante notar que à medida que o narrador se sente mais sozinho, a própria comida adquire tons mais sombrios e menos apelativos.

O melhor: Todas as imagens relacionadas com comida.

O menos bom: Uma história um pouco fraca em termos de conteúdo.




Poster-anime-Flavors-of-Youth-Um-Pequeno-Desfile-de-Moda

Com uma história muito mais profunda, Um Pequeno Desfile de Moda, não está tão ligado à comida, mas mesmo assim esta passa uma mensagem implícita ao longo de toda a história.

Yi Lin é uma modelo de sucesso que de repente vê a ameaçadora chegada de uma modelo mais jovem que parece lhe querer roubar as luzes da ribalta e o namorado e que de repente se vê afligida por uma "crise de idade ".


Imagem-anime-Flavors-of-Youth-Yi-Lin
Yi Lin

Os seus pais já faleceram e ela tem a seu cargo a irmã mais nova Lu Lu que a adora e que sonha se tornar estilista de moda, para criar as roupas que a irmã utiliza nos desfiles de moda em que participa. Uma importante personagem secundária, muitas vezes Lu Lu rouba as cenas em que participa.

Imagem-anime-Flavors-of-Youth-LuLu
Lu Lu

Yi Lin adora ser modelo, mas sofre uma crise que a arrasta para um período negativo tanto na vida profissional, quanto na vida pessoal. Enquanto se esforça para desesperadamente manter a carreira, ela quase deita tudo a perder.

O melhor: A história sobre a nossa identidade e luta para permanecermos fiéis a nós próprios.

O menos bom: Gostava que a história tivesse tido outra conclusão (mas isso sou eu).



Poster-anime-Flavors-of-Youth-Amor-em-Xangai

A última história é a mais bonita, mas também a mais melodramática, muito por culpa do protagonista que age como um idiota durante a maior parte do tempo.

Trata-se duma história de amor de encontros e desencontros e apesar da personalidade do protagonista deixar a desejar, ele não deixa de ser um homem com um sonho e nesse ponto admiro-o mais do que qualquer outra personagem de todo o filme.

Li Mo, Xiao Yu e Ri Mo são amigos de infância que cresceram juntos num bairro degradado e prestes a ser demolido de Xangai. Li Mo e Xiao Yu estão apaixonados um pelo outro, mas devido a circunstâncias do destino, os três amigos acabam por se separar e voltar a reencontrar-se mais tarde, mas serão eles agora mais do que meros desconhecidos?

Imagem-anime-Flavors-of-Youth-Amor-em-Xangai
Li Mo, Xiao Yu e Ri Mo (da esquerda para a direita).

A comida aqui significa reencontro, as cassetes de áudio, o passado, e os girassóis são símbolo de liberdade, mas o que mais salta à vista nesta história são as paisagens espetaculares da cidade de Xangai. A demolição do velho e tradicional em prole do crescimento e progresso e a perda dos valores tradicionais no país que mais cresceu e se desenvolveu nos últimos cinquenta anos. O realizador desta história conseguiu captar a sobrevivência do tradicional no meio do progresso desenfreado da cidade de Xangai, uma das maiores cidades da China com uma impressionante população de vinte e quatro milhões de habitantes.

Imagem-anime-Flavors-of-Youth-Xangai
Promenor da cidade de Xangai.

Imagem-anime-Flavors-of-Youth-Xangai
Promenor da cidade de Xangai, o contraste evidente entre os altos e modernos edifícios e os bairros antigos e degradados.


O melhor: Os cenários incrivelmente detalhados da cidade de Xangai.

O menos bom: Algumas atitudes do protagonista que, apesar de tudo, reconheço serem necessárias para no final acabarmos por gostar mais dele do que de qualquer outra personagem.
agosto 08, 2018

TOP 7 - Personagens de anime com cabelos vermelhos

by , in
Poster-personagens-de-anime-com-cabelos-vermelhos

Neste meu novo Top 7 decidi enumerar sete personagens de anime com os cabelos vermelhos. Desta vez criei um top misto, ao invés do que aconteceu com o meu TOP 7 - Personagens masculinas de anime com o cabelo grisalho para ser mais democrática digamos assim. Deste modo temos três homens e quatro mulheres na lista.

Mais uma vez quero ressaltar que não conheço todas as personagens de anime com cabelos vermelhos e que este top se baseia exclusivamente no meu conhecimento pessoal sobre o tema. Além disso não procurei enumerar todas as personagens de anime com cabelo vermelho, apenas indicar algumas das minhas preferidas. Contudo, acabei por indicar várias menções honrosas no final.


1- Karma (Assassination Classroom)

Karma-anime-Assassination-Classroom

Um dos protagonistas do anime Assassination Classroom, Karma só aparece pela primeira vez no segundo episódio. Ao contrário dos outros alunos da turma 2-E que foram colocados naquele campus isolado e degradado por possuírem as notas mais baixas da escola, Karma é um aluno de excelência, principalmente a matemática, que foi colocado na turma dos desfavorecidos devido ao seu comportamento violento para com os colegas da elite.

A personalidade de Karma é um pouco sádica, principalmente devido à traição do seu anterior professor, e nos primeiros momentos da série acabamos por o confundir com um vilão extremamente eficiente em emboscar Koro-sensei, mas, felizmente, Karma não é lá muito eficaz, apesar dos seus esforços criativos na missão de assassinar o professor.

Gif-Karma-anime-Assassination-Classroom

Outro ponto a ter em conta é a sua amizade com Nagisa, o protagonista/narrador da história. Eles têm uma amizade antiga que reavivam com a transferência de ambos para a turma E. É também por intermédio de Nagisa que Karma se integra na turma E e se torna efetivamente parte daquela turma especial, apesar de toda a sua resistência inicial.

Karma é um rapaz extremamente inteligente, a sua inteligência é facilmente notada nas suas falas e ilações, por vezes, bastante inteligentes, contudo, ele possui um lado bastante assustador, que até Koro-sensei receia.

Karma é uma das personagens mais populares entre os fãs da série quer pela sua aparência, inteligência e postura diferente perante tudo o que o rodeia. É interessante notar a evolução dele enquanto ser humano, no aprofundar da sua relação com os colegas, principalmente com Nagisa e Koro-sensei, que se torna numa figura de especial importância para todos os seus alunos.


2- Gaara (Naruto)

Gaara-anime-Naruto-Shippuden

Já falei várias vezes sobre Gaara neste blog, ele é sem dúvida uma das personagens mais desenvolvidas do anime Naruto e uma das que mais me fascina enquanto fã confessa da série.

A história de Gaara em tudo se assemelha à história de Naruto, ambos são jinchurikis inicialmente desprezados e temidos por todos os membros das suas respetivas vilas, ambos órfãos e sozinhos. Contudo, enquanto Naruto manteve uma personalidade alegre e expansiva com o sonho de se tornar hokage para assim ser respeitado por todos, Gaara adquiriu uma personalidade sombria, cujo único objetivo era matar quem cruzasse no seu caminho. Todavia tudo muda quando o seu caminho se cruza com Naruto Uzumaki e após uma grande batalha que foi essencialmente uma batalha de vontades da qual sai derrotado, Gaara adota os ideais de Naruto, a quem passa a admirar e respeitar profundamente.

Gif-Gaara-anime-Naruto-Shippuden

Neste momento, tanto Gaara como Naruto são os respetivos líderes das suas vilas, ambos são amados pelas suas famílias e respeitados por todos os membros das suas vilas e por todo o mundo shinobi. É caso para dizer que o poder dos nossos sonhos pode mover montanhas se tivermos uma determinação inabalável como esses dois.


3- Kushina Uzumaki (Naruto)

Kushina-Uzumaki-anime-Naruto-Shippuden

Kushina Uzumaki é a mãe do protagonista do anime, Naruto Uzumaki. Na verdade, Kushina faleceu antes do inicio dos acontecimentos narrados em Naruto, mas a sua importância para a história não deve ser nunca descarta.

Os seus longos cabelos vermelhos são a sua imagem de marca, sendo apelidada de "tomate escaldante". Kushina foi enviada, quando ainda era uma adolescente, para Konoha para se tornar na segunda jinchuriki da Kyubi, sendo a primeira jinchuriki Mito Uzumaki, um legado que passou mais tarde contra a sua vontade para o filho, Naruto, isto no dia do nascimento dele, ou seja no dia da sua própria morte e do marido Minato, o quarto Hokage de Konoha.

O clã Uzumaki é um clã de resto conhecido pela cor de cabelo vermelha dos seus membros. Naruto, por seu lado, herdou os cabelos loiros do pai, mas herdou também a personalidade da mãe.

Gif-Kushina-Uzumaki-anime-Naruto-Shippuden
O encontro de Naruto com a mãe.

A história de amor entre Kushina e Minato é, sem dúvida, uma das mais bonitas do anime e o final trágico de ambos, um dos momentos mais tristes da história. Ambos deram a vida pelo seu filho e colocaram nele a esperança num mundo shinobi melhor. Ambos amavam Naruto acima de tudo.



4- Renji Abarai (Bleach)

Renji-Abarai-anime-Bleach

Renji está longe de ser uma das minhas personagens favoritas de Bleach, muito à conta da sua relação conflituosa com o protagonista Ichigo. É impossível não ficarmos um pouco revoltados com o modo como ele e muitos outros shinigamis tratam o Ichigo no inicio do anime.

Renji é o tenente da Sexta Divisão e tem como capitão Byakuya Kuchiki, o irmão mais velho de Rukia. A sua relação conflituosa com Ichigo tem muito a ver com os seus sentimentos para com Rukia, que se torna extremamente próxima de Ichigo.

Gif-Renji-Abarai-anime-Bleach

Renji é um shinigami talentoso que, por vezes, peca por alguma impulsividade e arrogância, tal como acontece com Ichigo, mas fica deveras deprimido com uma derrota. Com o tempo Renji e Ichigo acabam por se tornar bons amigos e grandes companheiros de luta.

Devido à cor do seu cabelo e ao seu penteado extravagante, Renji chega a ser chamado de "abacaxi vermelho" por uma colega.



5- Kallen Kozuki (Code Geass)

Kallen-Kozuki-anime-Code-Geass

Kallen também está longe de ser uma das minhas personagens favoritas de Code Geass, pelo contrário. Ela é uma aluna no colégio onde Lelouch estuda, mas é secretamente um membro dos rebeldes que lutam nas sombras contra o regime ditatorial que controla literalmente todo o mundo, incluindo o Japão, agora nomeado Distrito 13, por ter sido o décimo terceiro país a ser tomado pelo poderoso Império da Britania.

Kallen e os outros membros da resistência aliam-se a Zero, um mascarado justiceiro que lhes confere uma vantagem incrível contra os soldados do império. Nenhum deles sabe quem é Zero e Kallen nem sonha que ele é na realidade o seu colega de escola Lelouch.

Gif-Kallen-Kozuki-anime-Code-Geass

Ao longo do anime, Lelouch vai tendo várias pretendente e Kallen pode ser incluída no role de personagens femininas que não resiste ao charme de Lelouch, mas ao lado de CC ela nunca me pareceu uma verdadeira ameaça à beleza e mistério que CC representava, quer para Lelouch, quer para os fãs do anime.



6- Minorin (Toradora!)

Minori-anime-Toradora

Minorin também não é uma protagonista ou nada que se pareça, mas é uma personagem importante do anime Toradora!

Minori, apelidada por Minorin, é a melhor amiga de Taiga e colega de turma de Ryuji e Taiga. Ela é uma miúda alegre que está sempre sorrindo e que adora praticar desporto, sendo capitã do clube de softball da escola.

Gif-Minori-anime-Toradora

Apesar de parecer andar sempre com a cabeça nas nuvens, Minori é muito perspicaz, sendo capaz de ver que Ryuji, na verdade, é bastante gentil e é uma das poucas pessoas a não se deixar enganar pelos atos de inocência de Ami. Mais tarde, Minori revela seu o amor não correspondido por Ryuji.


7- Lucy/Nyuu (Elfen Lied)

Anime-Elfen-Lied

A protagonista do anime Elfen Lied, Lucy é a personagem mais violenta desta lista, mais violenta do que Gaara na sua fase sanguinária imaginem. Lucy não é um ser humano normal, ela é na realidade um diclonius, um ser mutante, com uma espécie de chifres e de braços/vetores invisíveis que conseguem cortar objetos com facilidade, principalmente corpos humanos.

Lucy tem uma espécie de dissociação de personalidade, exibindo uma personalidade psicopata e violenta e outra, Nyuu, uma personalidade infantil e aparentemente inofensiva.

Após fugir do laboratório onde estava pressa deixando um rasto de sangue e corpos pelo caminho, Lucy leva um tiro na cabeça e cai à água para mais tarde acordar numa praia sem memória e ser encontrada por dois primos que vivem juntos, Kouta e Yuka, que é secretamente apaixonada pelo primo, são eles que a nomeiam de Nyuu por ser a única palavra que ela consegue pronunciar e  a levam para casa desconhecendo que na realidade ela é um ser mutante com uma personalidade psicótica e sanguinária.

Gif-Lucy-anime-Elfen-Lied
Lucy na sua fase psicótica.

Lucy foi brutalizada no laboratório onde era mantida e essa pode ser a principal razão para o seu problema de personalidade dissociativa, mas antes disso ela era uma menina diferente e por isso sofria bulling por parte das outras crianças e já nessa altura teve atitudes extremamente violentas.

Gif-Nyuu-anime-Elfen-Lied
Lucy na fase Nyuu.

Enquanto Lucy, ela exibe uma vontade e facilidade em matar indiscriminadamente tanto culpados como inocentes e uma total ausência de remorsos. Enquanto Nyuu, ela é inocente e ingénua relativamente a tudo o que a rodeia, mais parecendo uma criança que precisa de ser cuidada pelos novos amigos.

Existe ainda uma fase do anime que revela um acontecimento do passado que tinha acontecido entre ela e Kouta. E, coincidentemente, o final da história terá sido o mesmo, macabro e trágico.


Menções Honrosas:


Luculia Marlborough (Violet Evergarden)

Luculia-Marlborough-anime-Violet-Evergarden

Luculia é uma personagem secundária do anime Violet Evergarden. Ela frequenta o mesmo curso de Boneca Automática que Violet e torna-se amiga dela. Luculia é decisiva para que Violet passe no curso e se torne Boneca Automática.


Nagato Uzumaki (Naruto Shippuden)

Nagato-Uzumaki-anime-Naruto-Shippuden

Nagato é uma personagem do anime Naruto Shippuden, sendo durante algum tempo o principal antagonista da história e líder da poderosa Akatsuki, papel que assumiu após a morte de Yahiko, seu melhor amigo e anterior líder e fundador da organização.

Membro do clã Uzumaki, é daí que advém a cor do seu cabelo, Nagato acaba por ser derrotado por Naruto em batalha, aceitando por fim os ideais de Naruto em detrimento dos seus próprios ideais deturpados de paz mundial.


Sasori (Naruto Shippuden)

Sasori-anime-Naruto-Shippuden

Ninja renegado da Aldeia Oculta da Areia, Sasori era um génio na luta com marionetas e neto de Chiyo. Após desertar tornou-se num perigoso membro da Akatsuki com uma importante rede de informadores em todo o mundo shinobi. Era parceiro de Deidara com quem tinha debates acalorados sobre o que era a verdadeira arte, antes foi parceiro de Orochimaru até este desertar.

Foi um dos primeiros membros a Akatsuki a ser derrotado em batalha por Sakura e Chiyo, sendo que no final escolheu o seu próprio fim. Transformou o seu próprio corpo em marioneta, em prole de uma ideia deturpada do que era a verdadeira arte.


Karin Uzumaki (Naruto Shippuden)

Karin-Uzumaki-anime-Naruto-Shippuden

Outro membro do clã Uzumaki, o que explica a cor do seu cabelo, Karin, trabalhava inicialmente para Orochimaru, depois encantou-se por Sasuke Uchiha e passou a fazer parte do grupo Taka, um grupo formado por Sasuke para o auxiliar nos seus planos de vingança contra Itachi e mais tarde contra Konoha, como um importante elemento de suporte.

Karin tem uma personalidade louca e atitudes completamente descabidas, mas no fundo ela sabe muito bem o que faz. Completamente obcecada por Sasuke, tem uma relação conflituosa com Siguestu, outro membro do grupo Taka.

My Instagram